Conheça o país sede e os participantes do Mundial de Clubes

Destaque, Grêmio, Notícias

Com o tricampeonato da Libertadores o Grêmio carimbou vaga para o Mundial de Clubes. Antes de pensar na decisão, e no possível bicampeonato mundial o tricolor precisará ultrapassar um grande fantasma. Em 2010 o Internacional perdeu para o campeão africano Mazembe, três anos depois foi a vez do Atlético-MG ser derrotado pelo Raja. Para evitar uma nova surpresa a palavra do momento é cautela. Wydad Casablanca ou Pachuca serão os adversário do Grêmio nas semifinais.

Confira a Tabela de jogos do Mundial 2017

Mas o mundial de clubes não começa nos jogos do Grêmio e Real Madrid, e sim um pouco depois. Na quarta-feira dia seis de dezembro, o Al-Jazira enfrentou o Auckland City e venceu por 1 x 0. O clube da casa agora encara o Urawa Red Diamons do Japão, para depois ser definido o adversário do Real Madrid.

Foto: Divulgação/ Fifa
Pais sede, confrontos e as cidades do Mundial

Os Emirados Árabes Unidos será palco do Mundial de Clubes de 2017. O país é uma confederação de monarquias árabes (Abu Dhabi, Dubai, Ajman, Umm al Qaiwain, Fujaira y Sharya). É formado por sete Emirados, que possuem a sua própria soberania. Al-Ain será o palco da estreia, enquanto a final será realizada em Dubai.

A cidade de Al-Ain é situada a mais de 160km da capital Abu Dhabi. É o local com mais regiões verdes dos Emirados, com mais de 71 parques. Al-Ain inclusive é conhecida por ser “a cidade dos Jardins do Golfo”. Seu território se estende até Omã- pais que faz fronteira com o país. Ainda abriga a Universidade dos Emirados Árabes Unidos. É uma das referências culturais e educacionais da região.

Além do mais possui três estádios ( El Tahnoun Bin Mohamed Stadium, estádio internacional Sheikh Khalifa e o moderno Hazza Bin Zayed- palco do jogo de abertura). Al-Ain, clube da cidade, é o maior campeão nacional do país, e também é dono do estádio de abertura do mundial.

Já a cidade de Abu Dhabi é capital do país. É a maior Emirados e conhecido por seus prédios altos, lindas praias e um dia-a-dia de cidade grande. Além do mais preza por preservar seu patrimônio histórico. Um desses exemplo são regiões que remetem a mais de 7 mil anos atrás. Além do mais é a capital do país. A cidade também é conhecida por ser um dos maiores pontos de produção de petróleo da região.

Abu Dhabi é terra do Al-Jazira, clube que  venceu o jogo de abertura do mundial. Além do mais é casa de outras três equipes do futebol local (Al Wahda, Al Dhafra e o Bani Yas).

O estádio Sheik Zayed na final de 2010 será o palco da final do mundial desse ano. Assim como 2010, o estádio será usado na decisão dos terceiro e quarto lugares. A grande novidade do torneio ficará por conta da cidade de Al-Ain. Nas edições anteriores da competição apenas Abu Dhabi tinha recebido jogos.

Abu Dhabi e Al Ain Foto: Divulgação/ Fifa
Como vem as equipes para o mundial 2017
Representante Emirados Árabes Unidos – País Sede | Al Jazira

Na temporada 2016-17 foi realizado o campeonato nacional dos Emirados Árabes Unidos. Depois de 26 rodadas, o Al Jazira se sagrou campeão. No torneio a equipe só perdeu duas vezes e teve um incrível saldo de 57 gols. O representante nacional conta nessa temporada com Romarinho ex-Corinthians e contratado junto ao Al-Jaish. Outro velho conhecido é o francês Diarra ex- Real Madrid, que estará fora por motivos de lesão.

Para o mundial a equipe não vem muito bem. Em 10 jogos na liga nacional a equipe só obteve quatro vitórias. O time até vem de vitória no último jogo antes do mundial, mas nada que irá causar espanto para os demais adversários.

Representante da Oceania | Auckland City

O Auckland City é um velho conhecido dos torcedores. A equipe já conquistou nove vezes o torneio continental e vai para a sua sétima participação seguida na competição. Mas só em uma oportunidade a equipe conseguiu chegar nas semifinais e terminar em terceiro lugar. Posição essa que é a melhor da história do continente até aqui.

De todas as competições continentais representadas nesse mundial, a da Oceania é sem dúvida a mais fraca. Até contou com uma reestruturação para melhorar o calendário das equipes, mas a diferença técnica entre elas é muito grande. Na fase de grupos, por exemplo, nós tivemos uma goleada de 11 x 0 do Auckland City. Ainda na mesma fase, o outro finalista da competição venceu por 8 x 0 um dos seus jogos. Na final, depois de duas vitórias, o Auckland City superou o Team Welligton e conquistou pela nona vez a competição.

Na temporada atual do campeonato nacional a equipe vem forte, pelo menos para o primeiro jogo. É líder isolada e aplicou 4 x 0 sobre o time b do Wellington Phoenix.

Representante da Ásia | Urawa Red

Depois de dez anos o Urawa Red Diamons volta ao mundial de clubes. Nos últimos anos a equipe vem conquistando títulos importantes como a Copa da Liga Japonesa e a Supercopa do Japão. O time é conhecido da torcida brasileira, afinal venceu a Chapecoense pela Copa Suruga. Já na Liga dos Campeões da Ásia uma excelente campanha. Superou inclusive um time Chinês nas semifinais. Na final empatou em 1 x 1 com o Al-Hilal e depois venceu por 1 x 0. o Urawa é liderada pelo brasileiro Adriano Bispo, não tão conhecido em seu país, mas ídolo no Japão

Como o campeonato brasileiro, o Japonês também já teve um fim. No campeonato nacional a equipe ficou na sétima posição. Diferente da maioria dos adversários a equipe vem de derrota para o Kawasaki por 1 x 0.

Representante da Concacaf | Pachuca

Desde 2001 apenas em duas temporadas o representante da Concacaf não foi mexicano. Alajuelense e Deportivo Saprissa da Costa Rica representaram em 2004 e 2005 o continente. Depois disso o domínio mexicano só aumentou. Desde o inicio da competição o México já levantou 33 vezes a taça. O Pachuca, representante do continente nesse mundial, já levantou a taça em cinco oportunidades.

Na competição continental a equipe venceu o Tigres de Gignac e Companhia. Depois de um empate em 1 x 1, a equipe venceu pelo marcador minimo e se sagrou campeã do torneio. O Pachuca só foi derrotado uma vez na competição, nas semifinais pelo Dallas dos EUA, mas o que mais impressionou foi na primeira fase. A equipe liderada pelo Japonês Honda, aplicou 11 x 0 no Police United do Haiti.

No primeiro turno a equipe terminou na décima segunda posição do campeonato nacional, ficando fora inclusive da próxima fase da competição. Dentre todos os participantes a equipe é a que está a mais tempo sem jogar. Fato esse que pode atrapalhar um melhor desempenho da equipe.

Representante CAF | Wydad Casablanca

O tão temido representante africano foi definido depois do término da competição. De lá, por exemplo, vieram algumas surpresas. Mazembe foi o representante africano quando eliminou o Internacional. O Raja era o campeão local quando eliminou o galo em 2013. O campeão, Wydad Casablanca, que inclusive é rival do Raja, promete ser mais um surpresa. O clube superou na final o Ah-Ahly do Egito, e além do mais é o atual campeão nacional.

O caminho do representante africano foi bem complicado. A primeira fase até foi tranquila, mas as fases seguintes é que as coisas se complicaram. A equipe foi derrotada na primeira partida das quartas pelo Mamelodi Sundowns pelo placar mínimo, venceu na volta pelo mesmo marcador e garantiu nos pênaltis a classificação para a próxima fase.  Nas semifinais a equipe venceu o Alger da Argélia e depois nova vitória, dessa vez na final, sobre o Ah-Ahly do Egito. O clube aliás conquistou o seu segundo caneco da competição, algo que não acontecia desde 1992.

Na atual temporada, a equipe vem de vitória por goleada, pelo campeonato nacional. Mas a situação não é muito favorável. O Wydad ocupa apenas a oitava posição no torneio.

Representante da Commebol | Grêmio

Na primeira fase o sonho do torcedor do Grêmio era conquistar a América pela terceira vez.  Até tiveram momentos em que a tensão tomou conta do ar, como nos jogos contra Botafogo e Barcelona de Guayaquil. Mas depois de duas vitórias sobre o Lanús, a equipe tricolor venceu a Libertadores e voltou ao mundial para tentar o bicampeonato.

A equipe ficou na quarta posição do campeonato brasileiro, inclusive na última rodada sendo derrotado pelo Atlético-MG. O time inclusive vem na sua melhor fase dos últimos anos. O treinador Renato Gaúcho já conquistou a Copa do Brasil de 2016 e a Libertadores de 2017. A equipe não irá contar com o volante Arthur, esse inclusive sondado pelo Barcelona e que não tem permanência certa para 2018. Outro destaque que irá desfalcar a equipe tricolor é o zagueiro Geromel que está machucado. Fica a cargo do atacante Luan, também sondado por alguns clubes, de levar o tão sonhado bicampeonato mundial.

Representante da UEFA | Real Madrid

O tão temível Real Madrid está de volta ao Mundial de Clubes. A equipe é a atual campeã do torneio, bicampeã da Liga dos Campeões e conta simplesmente com o atual melhor do mundo, Cristiano Ronaldo.

Na Liga dos Campeões da temporada de 2016-17 a equipe enfrentou na decisão a Juventus de Turim. No jogo realizado em Cardiff a equipe merengue venceu por 4 x 1 a forte equipe italiana. Ao longo da competição a equipe demonstrou uma superioridade impressionante. O Real Madrid perdeu apenas uma partida.

Na atual temporada o Real Madrid não vem muito bem. Pela Copa da Espanha até se classificou para a próxima fase, mas empatou com uma equipe da terceira divisão espanhola. No campeonato nacional a equipe está longe do Barcelona, mas na Liga dos Campeões já está classificada para a próxima fase. Antes de ir para o mundial a equipe terá o desafio de enfrentar o já eliminado Borussia pela Champions.

Deixe uma resposta