Renato viveu uma luta sem glórias para escalar o Grêmio

Opinião

Desde a lesão de Douglas, em Fevereiro, Renato Portaluppi desfilou diversos “camisas 10”. A lesão de Luan tirou o melhor substituto do Maestro. Desde o começo da temporada o Grêmio vem apostando em alternativas, já que seu time tido como titular apresenta vários desfalques ou teve a venda de peças importantes – até aqui sem reposição vinda de fora.

Confira as últimas notícias sobre o Grêmio

Da escalação base do final da temporada passada: Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon, Ramiro, Douglas, Pedro Rocha; Luan. A defesa segue respondendo bem, mesmo com as entradas de Leo Moura e Bruno Cortez. A dupla de volantes é o primeiro problema sério do tricolor. Wallace não teve uma reposição a altura. Michel, que viria para a reserva, surpreendeu e da conta do recado, mas ficou sem reserva até a chegada de Cristian. Arthur é outra joia lapidada pela base do clube. Estourou esse ano com o suporte do Renato, mas era para ser reserva de Maicon. O capitão do penta da Copa do Brasil pouco atuou em 2017 devido às lesões.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

A linha de três homens do meio campo foi o setor que mais teve modificações de peças. Léo Moura, Ramiro e Fernandinho foram os que mais apareceram por ali, e deram resultado. Do outro lado, Pedro Rocha saiu e deixou toda a torcida órfã. Mike Arroyo pode ser o substituto, porém ainda não se confirmou.

Inscreva-se no nosso canal no YouTube

Chego agora ao ponto principal. Ao cérebro azul. Douglas, o Maestro, saiu de combate. Miller respondeu bem quando teve chance, mas uma lesão e problemas extra campo retiraram ele do time, hoje atua no México. Gastón Fernandes veio e não teve espaço. Voltou para o futebol argentino sem deixar saudade. Luan foi quem mais rendeu, tendo Ramiro/ Leo Moura na direita e Pedro Rocha na esquerda, com Barrios centralizado no comando do ataque.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Sem Luan, Renato testou. Ramiro, Leo Moura, Patrick e Arthur tentaram realizar a função. Mas nenhum grupo tem um terceiro/ quarto/ quinto reserva de nível tão alto. O grupo do Grêmio é limitado e agora sofre com isso. O time tricolor já vem usando seus reservas faz um bom tempo. É preciso entender isso para poder avaliar a fase em baixa que o tricolor passou.

Deixe uma resposta