“O Internacional é parte da minha vida”, declara Dorinho

Destaque, Inter, Notícias

Santana do Livramento é a terra de cantores, poetas, escritores e outros artistas. Mas foi um filho ilustre, que usou as suas pernas, para mostrar a sua arte e brilhar no céu estrelado colorado. Em 25 de junho de 1946 nascia Oldorelino Nunes Leal. Seu apelido era Doro, por sua estatura baixa, virou Dorinho, como seria conhecido por toda a sua carreira.

Inscreva-se no nosso canal no YouTube

Mas, quem iria imaginar os próximos capítulos da sua carreira. Aos 23 anos, aquele menino de livramento, estava na frente da base da seleção uruguaia, o tão temido Peñarol. Naquele seis de abril de 1969 se encontrava do outro lado Don Elias Figueroa, alguém que Dorinho no futuro iria ser companheiro de time.

O esquadrão colorado foi fulminante, goleada por 4 x 0 e show garantido. E sabe aquele menino de apenas 23 anos? Ele fez a torcida colorada se encantar. Para quem estava no estádio é impossível não se lembrar do cruzamento de Valdomiro e a pintura feita por Dorinho.

É verdade que ele teve uma passagem pelo Botafogo-RJ , mas voltou logo em seguida para o Internacional, no estádio Beira-Rio, a sua verdadeira casa. Dorinho é uma lenda no Internacional. Seis campeonatos gaúchos e 461 partidas disputadas com a camisa do Internacional. Apenas Valdomiro (803) e Bibiano Pontes (503) superaram em número de jogos.

Dorinho ainda chegou a ser auxiliar técnico de diversos comandantes do time colorado, atualmente é avaliador técnico das categorias de base do Internacional.

Veja a entrevista com Dorinho

Deixe uma resposta