Acredito, desconfiado: uma nova chance para Ernando

Opinião

Ernando atuou somente em dois clubes na carreira. Depois de uma década de Goiás, veio para o Inter em 2014. De lá para cá, soma um pouco mais que 150 jogos com a camisa colorada. Sejam eles quais forem os jogos, Ernando estará, para sempre, na memória do torcedor como o zagueiro titular do ano em que o Inter foi rebaixado.

Leia as notícias sobre o inter

Por aqui, o zagueiro ganhou três campeonatos estaduais, fez gol logo em sua segunda atuação e em 2015 teve um desempenho muito bom. O ponto negativo é que no ano seguinte, 2016, Ernando, como grande parte daquele elenco, sucumbiu ao ponto de fazer a torcida perder a confiança que outrora lhe depositava.

Ernando não era mais aquele atleta que disputava todas as bolas, que estava atento aos lances. Vigoroso nas disputas pelo chão e um bom zagueiro pelo alto. Hoje, infelizmente, o torcedor assusta-se só de pensar em tê-lo na zaga. Ernando precisa se entregar ao jogo. Ernando precisa saber o tamanho do escudo que carrega no peito. Ernando precisa deletar de seu “HD” as atuações de 2016 e do início de 2017. Tem que fazer uma “restauração nos arquivos” e deixar só o futebol de 2014 e 2015.

Foto: Alexandre Lops/ Inter

Brincadeiras à parte, Ernando não desaprendeu a jogar. Chegou a avançar com algumas transferências, mas acabou permanecendo no Inter. Ficou e mostrou para Guto que merece outras oportunidades. A zaga, até então, insubstituível, por conta de uma fratura de Klaus, precisa ser alterada. E os treinamentos da semana não deixam margem para dúvidas. Ernando foi o escolhido por Guto.

E, apesar de suas atuações terem feito com que desacreditasse em seu futebol, quero que, da mesma forma, com atuações, agora convincentes, ele mostre-me que posso contar com ele até o fim dessa Série B. Eu acredito, mesmo desconfiando, que Ernando pode dar a volta por cima.

A única coisa que peço é vontade. O erro é do jogo. Mas a vontade vem de casa. Se tiver vontade, meio caminho está trilhado. Boa sorte, Ernando!

Deixe uma resposta