Cuesta e Jurídico do Ceará se manifestam sobre caso de racismo

Inter, Notícias

O zagueiro Victor Cuesta falou na tarde desta quarta-feira com a imprensa e negou que tenha proferido palavras racistas contra o atacante Elton, do Ceará, na partida realizada na noite de ontem, terça, no Castelão.

Departamento Jurídico do Ceará também se manifesta

O Diretor Jurídico do Ceará, Dr. Ernando Uchôa, concedeu entrevista à imprensa sobre o caso de racismo envolvendo o atacante Elton e o zagueiro colorado Victor Cuesta. De acordo com o jurista, o Clube solicitará abertura de investigação sobre o crime de racismo, na manhã dessa quinta-feira.

Atacante Élton, do Ceará, acusa Cuesta de racismo

Baseado no depoimento do atacante alvinegro, ao final da partida realizada na terça-feira, contra o Internacional, o zagueiro adversário o teria chamado por mais de uma vez de “macaco”. No mesmo lance, conforme visto nas imagens por TV, visivelmente inconformado, Elton sinaliza para o árbitro sobre o fato ocorrido, mas, na sequência, é advertido com cartão amarelo.

Foto: Divulgação/ Ceará

O Dr. Ernando Uchôa, em coletiva de imprensa na sede do Clube, conversou sobre o caso. “Tivemos uma reunião com ele. Ouvimos todo o relato do atleta. Entraremos também com uma representação em relação à arbitragem, que não mencionou na súmula da partida o fato ocorrido. Nós estamos colhendo elementos para poder inaugurar essa investigação criminal. O fato é que o Ceará jamais compactuaria com algo tão grotesco. É inimaginável que nos dias de hoje, isso ainda aconteça. A ofensa à honra e dignidade é gravíssima. Não podemos tolerar isso”, concluiu Uchôa.

Deixe uma resposta